quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Financiers de fim de noite ( e na lancheira )




Anteontem a noite saquei que meu pote de claras no congelador estava super lotado. Tinhamos assado mais uns brioches e eu tinha mais duas claras para guardar quando percebi que já tinha 18 claras guardadas. Coloquei duas frescas e retirei seis congeladas. Eu uso cubas de gelo (das de tamanho normal que acompanham as geladeiras vendidas no Brasil) e vou colocando uma clara em cada espaço. Além de fácil para contar é fácil para retirar a quantidade certa na hora de usar

Então segunda feira a ontem eu tirei as claras e deixei-as fora da geladeira para fazer financiers pois eu estava na fissura. Mas aí deu preguiça, estávamos todos cansados e botei o pote de claras de volta a geladeira pensando, faço amanhã.

Ontem, umas horas depois do jantar, me deu fissura para comer um doce quente e eu não queria ver aquelas pêras amolecendo. Resolvi fazer o crumble. Quando abri a geladeira para pegar a manteiga gelada dei de cara com as claras que estavam me esperando há 24 horas. Fingi que não as vi e lá fui eu fazer meu crumble. Já eram mais de 22:00 aqui e não estava numa de ficar esperando bolinhos assar.



Hoje cheguei da ruas exausta, cheia de compras, mas com as claras que estavam descongeladas há 48 horas não saiam da minha cabeça e o sabor dos financiers na boca. Fiz o jantar, ajudei Estela com dever de casa, botei a pequenina para dormir, respondi uns emails e me joguei na execução dos financiers. Tinha comprado as avelãs, torrado e descascado dias atrás. Triturei as avelãs juntamente com uma parte de amêndoas e fiz uma farinha bem fina.

Tão fácil de fazer e tão gostoso. Rapidinho derreti a manteiga e dexei cozinhar até dourar. Adicionei umas raspas de baunilha à manteiga que derretia e o perfume que a manteiga exalava enquanto cozinhava era apaixonante. Depois, com um batedor de mão, bati as claras em neve e foi novamente tão rápido. Peneirei as farinhas e o açúcar, meisturei tudo e forno.




Aqui estão os 'zoiudinhos da mamãe', que é como eu os chamo aqui na intimidade do meu lar! Uns levaram uns olhinhos de framboesa, outros de morango e outros sem olhos para agradar a uma certa pequena! A baunilha deu um lance fantástico ao sabor. Ficou tudo de bom. Assei 15 financiers mas como eles são muito fáceis de comer pouco mais de uma hora depois só tem sete. Pe-ri-go!! Mudei um pouco a receita em relação a última vez que divulguei aqui.


Financiers de framboesas:

6 claras
1/2 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de avelãs + duas a três colheres de sopa de amêndoas (triture avelãs e amêndoas levemente tostadas e descascadas no liquidificador ou no mixer até formar uma farinha fina)
1 xícara de açúcar de confeiteiro
125 gramas de manteiga sem sal derretida e cozida até dourar
Raspas de meia fava de baunilha
1 colher de chá de extrato de baunilha
Pitada de sal

Derreter a manteiga, adicionar raspas de baunilha e deixar cozinhar em fogo baixo até dourar e a manteiga ficar levemente marron. Reservar. Penere as farinhas com o açúcar e reserve. Bata as claras em neve com o sal com um fouet em um pote grande. Vá adicionando a mistura de farinhas, aos poucos, às claras mexendo para incorporar bem. Quando claras e farinhas estiverem bem incorporadas adicione a baunilha líquida e mexa. E por fim adicione a manteiga dourada. Asse em forminhas de tarteletes ou de muffins bem untadas por 20 minutos a 180C ou até que forme uma bordinha dourada no bolinho. Adicione frutas congeladas se você preferir, ou raspas de limão ou laranja.





Rende 15 financiers.



Se eu fosse tentar formar um coração com um morango congelado num financier eu acho que nunca iria conseguir. Sem perceber o morango formou um coraçãozinho lindo! Separei salpiquei açúcar e levei o bolinho de coração para o meu amor que chegou da China gripado.





E teve uma surpresinha na merendeira da minha garota. Mesmo que não possa levar bolo nem doces para a escola esta surpresinha é para depois das aulas quando ela for para a aula de canto... Não deu para resistir!



5 comentários:

Glau disse...

Claudinha, eu quero um zoiudinho da mamãe!

Se eu te contar que eu não sabia que podia congelar claras, vc vai acreditar? to cheia delas aqui na geladeira dando sopa!

acho que vou preparar uns zoiudinhos da titia! fiquei com vontade!

pôxa, aqui no Brasil tem tanto abacaxi, manga.. milhões de frutas.. se fosse fácil, mandaria pra vc!

Bjoca, Glau

Claudia disse...

Frutas tropicais, ahhh! Como dói não poder comê-las direito, maduras e colhidas dias antes.

Aqui é tudo tão pequeno e foi colhido tão verde que estraga antes de amadurecer. Nunca amadurecem as frutas! Uma tristeza!

Obrigada pela força e pela gentileza, Glau!

Cláudia!

Magia na Cozinha disse...

Claudia que mimo qu e ficaram, especialmente o do coração.
Adorei as forminhas tb. Dão um toque bem delicado ao produto final.
Tenho muita vontade de experimentar delícia e farei qq dia.
Valeu a dica das claras. Eu não sabia que dava para congelar. Muito interessante.
Bjs :)

Cláudia M. disse...

Cláudia, esses bolinhos devem ser deliciosos! Só tenho pena de não ter tanta energia como vc, qdo chego à noite já não tenho coragem de fazer quase nada (a não ser blogar um pouco...). Por isso só costumo fazer os meus docinhos nos fins-de-semana.
Outra coisa: não é incrível a quantidade de Cláudias que andam a cruzar-se aqui pela blogosfera? Aqui em Portugal até nem é um nome dos mais comuns, mas desde que ando nos blogs, já conheci uma porção delas... e ainda bem!
Bjs

Heloísa disse...

Claudia,
É incrível o número de receitas deliciosas que você nos repassa. Preciso começar a fazê-las.
Achei fantástica a idéia de congelar claras em formas de gelo. Não tem problema que fiquem destampadas?
Quando as congelo, costumo colocar em vidros com tampas, mas acabo esquecendo o número delas.
beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...