domingo, 2 de agosto de 2009

Gelatina natural de framboesa e uma panna cotta de mirtilos com chocolate branco



Voltamos da Suécia onde passamos uns dias maravilhosos em Sundsvall com muitas paradas no meio do caminho. O tempo de uma maneira geral estava ótimo. Sol e calor durante o dia, alguma chuva durante a noite quando fazia frio. Muita praia e muita distração para as crianças. Ficamos num camping maravilhoso em Sundsvall, de frente para o mar, e muitas lembranças da minha infância voltaram na hora. Eu amo acampar e estava louca para levar as crianças para um acampamento, com cabana, saco de dormir e toda a parafernália. Eu amo acampar acho que porque meus pais nos levavam para acampar todos os verões. Passávamos o verão inteiro acampados em alguma praia. Eu e meus irmãos amávamos e era a maior alegria, a gente se acabava. O meu camping favorito era o de Setiba, uma praia de Guarapari no Estado do Espírio Santo.



Tinha pensado em fazer uma postagem falando sobre a viagem, o bem que me faz dormir no chão, sobre as diferenças entre a Noruega e a Suécia, mas me deu preguiça. Ando em ritmo de férias e numa preguiça de dar dó. E para ser fiel ao ritmo de férias, fica difícil ser criativa ou complicada. E na cozinha estou totalmente apelando para as coisinhas que tenho em casa e que são bem simples de fazer. Abusando das frutas que são de graça e do menor esforço. Os resultados apesar de tudo foram bem satisfatórios. A panna cotta de mirtilos ficou um sonho de verão, servi com morangos silvestres para uns e com raspas de chocolate branco para outros. Ficou boa demais e é uma excelente opção para quem quer fazer bom uso de uma pequena quantidade de mirtilos. Fiz esta panna cotta com creme de leite e descobri que não gosto mais de pannas com creme, prefiro minhas falsas panna cottas feitas com leite apenas. O sabor intenso da gordura do creme de leite me incomodou. As falsas pannas deixam passar mais intensamente os perfumes e aromas dos extratos que adiciono e de certa forma já estou acostumada aos aromas cítricos, a baunilha e as sementes de amburanas que adiciono ao leite.



O creme de leite, dirão algumas, é a essência da panna cotta pois, como diz o nome, panna cotta quer dizer creme cozido. Mas eu discordo e acho que o grande lance desse doce é exibir as possibilidades oferecidas pelo uso da gelatina (ou das algas se você preferir). Com a gelatina você pode tudo é só saber medir. A presença do creme é totalmente desnecessária, e enjoativo. Meu deslumbre com a gelatina é resultado das muitas delícias que já fiz com o pózinho mágico. E o sucesso absoluto da gelatina de framboesa feita com as frutinhas do quintal está aqui para provar o quanto é fácil criar com gelatina. Além disso, sem aromas, sem corantes e feitas com muito pouco açúcar, as gelatinas feitas em casa são quase perfeitas.



Panna cotta de mirtilos e iogurte


500 ml creme de leite
6 colheres de sopa de açúcar
200 ml iogurte de baunilha ou iogurte natural
Raspas de uma fava de baunilha ou uma colher de chá de extrato
300g mirtilos
4 colheres de chá de gelatina em pó sem sabor
Raspas de chocolate, açúcar de confeiteiro ou frutas frescas para decorar

Como:

Ferva o creme com o açúcar e as raspas de baunilha, se for usar extrato adicione no final. Como eu usei iogurte com baunilha usei as raspas desta vez. Amoleça a gelatina em 4 colheres de sopa de água fria. Quando o leite ferver adicione a gelatina amolecida e misture bem para dissolver totalmente. Transfira o creme com gelatina para um pote de vidro grande e deixe esfriar. Enquanto esfria prepare o suco de mirtilos batendo as frutas num liquidificador ou processador. Peneire o suco de mirtilos num outro pote grande, deve rende um copo de suco ( de 200 a 250ml). Se for usar extrato de baunilha adicione-o ao iogurte e misture bem. Adicione então o suco de mirtilos ao iogurte. Quando o creme de leite estiver quase frio, mas ainda não endurecido, adicione o iogurte com mirtilos ao creme e misture para incorporar. Se necessário passe tudo pela peneira mais uma vez.




Divida em 8 tacinhas ou potinhos individuais.
Decore com raspas de chocolate, açúcar de confeiteiro ou frutas frescas. Para desenformar as panna cottas mergulhe o fundo das tacinhas em água quente e sacuda a tacinha um pouco para soltar as laterais do creme e verta a tacinha sobre um prato.

Para as crianças eu preparei uma gelatina de framboesa que arrasou quarteirão. Eles amaram e comeram até acabar. Enquanto não acabou não sossegaram. Eu tenho a maior paranóia de corante artificial e é uma delícia saber que eles adoram as minhas gelatinas. Ainda não desisti de faze-los gostar das minhas balas, a luta continua...



Gelatina natural de framboesa


4 copos de 250 ml de framboesas frescas (use morangos, amoras ou açaí se preferir)
1/2 copo de de 250 ml de açúcar
1 copo de 250 ml de água fria + 1/2 copo para amolecer a gelatina
2 colheres de sopa de suco de limão (verde ou amarelo, use o que preferir)
5 colheres de chá de gelatina em pó sem sabor (ou a mesma medida de agar-agar)

Como:

Bata as framboesas com o açúcar e um copo de água num processador ou liquidificador. Passe a mistura pela peneira fina. Você deverá ter cerca de quatro copos de suco de framboesa. Transfira dois copos para uma panelinha de fundo grosso deixe ferver em fogo médio. Enquanto o suco ferve, salpique as cinco colheres de chá de gelatina em meio copo de água fria e deixe amolecer por alguns minutos. Quando o suco ferver adicione a gelatina amolecida ao suco fervido. Mexa bem para dissolver bem a gelatina, se precisar aqueça um pouco mais o suco. Misture então o suco fervido com a gelatina a suco metade do suco frio. Mexa bem para incorporar totalmente.




Divida o líquido em tacinhas de vidro. Sirva com frutinhas frescas. Para desenformar as geltinas mergulhe o fundo da taça em água quente e sacuda a tacinha um pouco para soltar as laterais da gelatina e verta a tacinha sobre um prato.


Rendeu 12 tacinhas.

19 comentários:

Isabel disse...

Ai, Cláudia, o que eu gosto de viajar até à Escandinávia no teu blog! Há qualquer coisa aí nesse canto do mundo muito especial. Não sei se é porque eu estou um pouquinho zangada com o meu país e olho para o norte como o paraíso na terra, no ponto de vista da qualidade de vida das pessoas, da organização social, etc. E é tudo tão lindo e organizado!!!
Que bom, que as suas férias foram boas, deve ter sido muito bom matar saudades de acampar.
Fiquei apaixonada por essa gelatina linda que você fez! E com algumas adaptações podemos fazer com o fruto que tivermos mais à mão, né?
Framboesas por aqui são muito caras, morangos agora tb já estão muito caros porque já passou a época deles aqui. Será que dá pra fazer de pêssego? É uma farturinha de pêssegos e ameixas por aqui agora. Humm, já estou a babar só com a ideia:)
Bjs

Claudia disse...

Isabel,

Sei que você vai concordar comigo que o paraíso na terra (nem no além) não existe. Tudo é muito relativo. Ia escrever um pouco sobre isso, sobre as diferenças, a diferença sutil entre países quase idênticos como a Noruega e a Suécia. Talvez ainda escreva. O certo depende o olho de quem vê, ou escreve.

Sabe que eu não sei se pêssegos produzem uma boa gelatina, mas ameixas sim. Estamos lotados de tantas framboesas, todas do nosso jardim. Pela primeira vez não fomos colher framboesas na floresta pois aumentamos o número de pés no jardim e eles estão produzindo horrores. O meu freezer já está lotado. Pelo menos isso já que aqui nessas praias não há frutas...

Bj.

C.

Isabel disse...

Escreve sim, esse tema é muito interessante. Claro que paraíso é modo de falar, mas Portugal está muito caótico e fico sempre com aquela sensação de que se tivessemos um pouco mais de método não perderíamos nada. Os nórdicos são muito metódicos, não? É um pouco daquela ética protestante de trabalho árduo, de seriedade, de sucesso, que nos falta muito aqui.
Nós por cá somos o povo do desenrasca... se encontrássemos o meio-termo entre a nossa maneira de ser e a maneira nórdica, quem sabe Portugal fosse um país mais "vivível"!
Vou fazer essa gelatina de ameixa!
Bjs

Vivian disse...

Claudia, achei excelente a aula sobre panna cotas !! Amo mirtilos, um pouco difícil de encontrar aqui no interiozao, mas qdo viajo e acho, me esbaldo.
Os seus filhos sao muito lindos e o lugar que escolheram pra acampar é de tirar o fôlego. Eu prefiro ficar em hotel, daí sempre arrumo confusao com minha irmã, que adoooora uma barraca rs.


bjks

Gina disse...

A gelatina está muito linda. Que cor forte, tentadora! E ter os frutos assim naturais é outra coisa.
Nunca acampei, mas imagino a sensação de liberdade e a alegria das crianças.
Bjs.

Camila Castro disse...

Já fiz minha primeira incursão colhe-mirtilos... Agorame diga como aumentas os pés de framboesa no jardim... Com mudinhas ou com sementes? Tô doida pra fazer isso lá no chalé... Aqui no jardim de casa quero plantar ripsbær.

Assim que catar mais mirtilos vou experimentar a panna cotta falsa! A cor ficou divina...

Lindas as fotos, como sempre!

beijo

Verena disse...

Claudia,
passei quase minha vida toda no ES (meus pais deram aula na federal lá...) e fui muito para Setiba...e arredores!
Adorei as fotos do passeio, as crianças devem ter adorado!
E essas receitas????Meu Deus, quanta delícia!
Beijos!

Magia na Cozinha disse...

Claudia que bom que aproveitaram bem as férias. Imaginei que ficariam masi tempo fora. Aqui nos EUA as férias são sempre bem curtas, mal dá tempo de começar a relaxar.
Estas sobremesas ficaram com uma cor incrível e só podem ter ficado deliciosas com estas frutas frescas tão bonitas.
De fato, nem se compara as gelatinas com frutas frescas às prontas, que não passam de corantes e químicos.
Outro dia fiz uma de manga que ficou deliciosa. Adorei!
Bjs e boa volta! :)

Claudia disse...

Isabel,

Sabe que eu ainda não fui capaz de chegar a uma conclusão sobre os nórdicos. Diferentes dos latinos eles são, e muito. Algumas vezes para melhor, outras para pior. Mas me parece que tudo está muito ligado a própria forma dos povos se verem, a auto-estima. No caso do Brasil na raiz de todos os problemas está a falta de auto-estima do povo que reflete a indiferença e a falta de patriotismo da classe dominante. Mas quanto aos nórdicos ainda não identifico nada além de uma auto-estima poderosa. O mesmo tipo de auto estima que falta aos brasileiros por exemplo. A gente é bombardeado pelos formadores de opinião comandados pela classe dominante para se achar uma porcaria e cresce acreditando nisso, aqui eles são feitos da mesma matéria mas se amam como povo.

Enfim, pano para manga. Bj.


Vivian,

Com o barrigão não dá para dormir em barraca, não é mesmo? Eu adoro dormir no chão e faz o maior bem para a minha coluna. Adorei tuas fotos no blog, uma beleza. Bj.


Gina,

A gelatina com morangoou maracujá fica uma maravilha também, experimente, e é tão fácil fazer. Bj.


Camila,

As framboesas crescem muito rápido. Nós tinhamos as selvagens em casa mas pegamos umas mudas com o nosso vizinho e elas crescem sem parar. Aqui elas pegam muito fácil e são bi-anuais. Depois de dois anos morrem as mães e os filhos é que vão frutificar. Temos vários arbustos de "rips" também, que em português são chamados de groselhas.

Bj.

Verena,

Eu amo o Espírito Santo, era meu destino favorito de verão. Gosto de Vitória também e as redondezas. Que saudades. As receitas são facílimas, experimente com as frutas que tiver a mão. Bj.


Clauzinha,

Gelatina natural de manga é tudo, preciso tentar. Mas sabe que a viagem foi meio simbólica, uma semaninha para agradar as crianças, estamos de férias mas super ocupados e começando uma reforma na casa que vai ganhar uma varanda... Maior loucura, mas vamos começar agora, em agosto. Beijos.

Cláudia

Heloísa disse...

Claudia,
Bom saber que você curtiu as férias. Eu nunca fui fã de acampamento, mas cheguei a fazer um, com meus filhos, só para satisfazê-los (principalmente o garoto).
Os doces estão maravilhosos. Você acha que para fazer a gelatina de maracujá, ou abacaxi, será necessário ferver todo o sumo?
Beijos.

Claudia disse...

Heloísa,


Chegamos, férias foram rápidas, vamos começar uma reforminha em casa e tivemos que correr. Íamos para a Finlândia mas mudamos de idéia, foi uma semaninha para as crianças.

Olha a gelatina de abacaxi eu ainda não experimentei mas acho que não tem problemas. A de maracujá eu já fiz diversas vezes, até com maguary, e não precisa ferver toda não. Mas não adicione mais do que 50% de água ao suco. Assim, se você tem 400ml de suco adicione no máximo 200ml de água. Bj,

C.

Dani disse...

Bem vinda, que delícia de fotos, parecem-me ter sido férias super relaxantes!
Concordo quanto à panna cotta e o creme-de-leite. Quando faço uma das suas receitas de panna, substituo a medida do creme por creme fraîche e/ou leite - a riqueza do sabor fica mesmo para os frutos e a baunilha (e vou experimentar com as amburanas, quando chegarem ;-). Já dividi, também, a medida do creme pelo fraîche mais leite de côco light - e fiz um coulis de ameixas.
Enfim, dá para brincar com a gelatina e as consistências. Tenho pouca tolerância para laticínios gordurosos (passo mal de suar frio), por isso fiz a troca.

Um beijo,

Dani disse...

PS. Uso creme fraîche light, que parece mais um iogurte levíssimo.

Claudia disse...

Dani,

Eu estou totalmente cansada de creme de leite, de chantilly essas coisas. Mas não bani a gordura não, sou uma manteigueira de primeira e amo massa folheada. Mas o creme fresco light é uma alternativa, mas eu uso leite desnatado e iogurte desnatado mesmo. O iogurte as vezes se torna desnecessário, mas em certos casos ele adiciona um sabor.

Bj,

C.

♥ mesa para 4 disse...

Que fotos maravilhosas, lindas e a cor que doçura ;)

Talita disse...

Que fotos lindas! E a panna cotta, então? Está de babar! De verdade!

gasparzinha disse...

Claudia, antes de mais, que fotos deliciosas! Essas férias foram com toda a certeza dias felizes. :)

E adorei a receita da panna cotta.
Eu gosto muito mas nunca fiz em casa, apesar da selecção de receitas para me lançar não parar de crescer...
Junto mais esta, com a ideia de usar apenas leite e de juntar o iogurte: deve ser deliciosa!

Beijinhos e viva a preguiça. :)

Moira disse...

Finalmente consigo ter tempo suficiente para fazer um comentário de jeito.
Pelas fotos maravilhosas percebe-se que as férias foram boas e que os miúdos gostaram. Eu cá nunca acampei na vida, mas acho que é de família, nunca ganhamos esse hábito.
Quanto aos doces uma delícia, adorei os dois e vou experimentar brevemente.
Beijocas
Moira

"Amehlia Digital !" disse...

Bel!!:)
Primeiramente as férias lhe fizeram muuuito bem...e nós só temos que agradecer....afinal, o que é essa aula que nós deu?!! :)
Degustei cada palavra!!!
Bem, vou começar a engatinhar na Panna cotta, mas já de cara me agradou a 'falsa'...;)
E sobre Espírito Santo, é 'praia' de mineiros...Guarapari, Vila Velha...é só um pulin...
Como vivo há anos em Sampa...aprendi a 'pegar jacaré' nos Shoppins...esquenta no trânsito e refresca na praça de alimentação...rsrs...'côôooisa di paulista'...:D (E olha q gosto..dos Shoppings, claro!)

Um bejim procê!!!

da Vinni

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...