domingo, 6 de maio de 2012

Macarons de Coco Ralado com Pudim de Chocolate



Fazer pudim e fazer macarons no mesmo dia, ou vice e versa, virou uma coisa natural aqui em casa já que uma receita leva só gemas e a outra só as claras que sobraram. Pudim com macarons já é um ato natural pois no fim um serve para rechear o outro na hora de comer. O pudim de chocolate em geral vem primeiro e sempre feito para agradar as crianças. É pudim daqueles cozidos no fogão e engrossados com um tanto de amido de milho. O macaron deta vez veio da vontade de experimentar e testar essa receita de macaron sem amêndoas e sem castanhas ou nozes. Isso mesmo, esta receita de macarons leva farinha de coco ralado ao invés de farinha de amêndoas (ou avelãs, castanha do pará ou de cajú, amendoim, pistache etc...).


Para fazer a farinha de coco ralado seco basta processar o coco no processador ou num moedor de café. De resto é fazer a receita exatamente como a de um macaron qualquer. O resultado é sensacional, um macaron com um "quê" de biscoitinho de coco. Nenhuma semelhança com um outro biscoito de coco conhecido como macaroon. O problema? Bem, eu nunca tinha comido 30 macarons numa sentada, e desta vez eu acho que comi umas 30 conchinhas "single", uns 15 pares. Não preciso frisar que comi sem recheio, não é? Quem lê este blog há mais tempo sabe que eu gosto mais de macarons sem recheio, ainda que eu também os coma com recheio, tipo recheio de pudim! Mas não recomendo rechear com pudim se for guardar. As conchinhas de macarons são bem delicadas e demandam recheios especiais para manter a qualidade por períodos prolongados.



Esses macarons de coco ficaram divinos e comemos com recheio de pudim de chocolate. Era dar uma colherada no pudim, passar no macaron, colar o parzinho e pronto. Eu amei o macaron de coco ralado e recomendo a todas experimentar fazer. Além de gostoso ainda é bem mais barato já que o quilo do coco ralado seco custa muito menos do que o quilo de amêndoas, castanhas, nozes etc... Para os interessados, esta receita pertence a uma série de receitas de macarons sem nozes e/ou castanhas que você publicada no blog Food Wanderings


Como falei acima, nem todos os tipos recheios são adequados ao macarons. Para conservar a textura por mais tempo e resistir a geladeira, por exemplo, é preciso um recheio sensível a temperatura etc... mas nada te impede de rechear os danadinhos com colheradas de geléia e outros doces que você tenha em casa na hora de servir. Você pode simplesmente guardar as conchinhas de macaron num pote bem fechado e rechear do jeito que desejar na hora de servir. Comemos junto com o pudim pois tinha feito pudim, mas você pode usar doce de abóbora, doce de leite, baba de moça etc...




Macarons de coco ralado

(receita baseada nesta aqui)

100g de coco ralado seco não adoçado
100g de claras de ovo
200g de açúcar de confeiteiro
60g de açúcar comum
Pitada de baunilha em pó (opcional)

Como:

Coloque o coco ralado seco e o açúcar de confeiteiro na bacia de um processador e processe até formar uma farinha fina. Passe a mistura pela peneira. O coco ralado deve ser reduzido a uma farinha e passar quase que integralmente pela peneira. Processe o suficiente para não deixar sobrar mais do que uma colher de sopa de coco ralado na peneira. Reserve.

Coloque as claras com o açúcar comum num pote grande e usando uma batedeira manual, ou de pedestal, bata até formar um suspiro duro mas brilhante, de 5 a 6 minutos.

Adicione a mistura de coco e açúcar de confeiteiro ao suspiro e mexa com cuidado para começar a incorporar os dois. Usando uma espátula, vá mexendo alternando movimentos de baixo para cima e de cima para baixo até incorporar totalmente a farinha aos suspiro. Você vai precisar dar umas boas mexidas para incorporar tudo e a quantidade de mexidas vai variar de acordo com as quantidades etc... e uma parte fundamental. Se você mexer demais a massa dos macarons vai ficar mole demais e eles não vão ter aquela aparência lindinha e se mexer de menos ele vai ficar cheio de ar e parecendo um suspirão inflado na hora de assar. Precisa mexer o suficiente para que obter uma mistura homogênea e retirar todo o ar necessário para formar um biscoito de domo (topo) liso, sem pontinha como suspiros.

Quando no ponto correto, a massa dos macarons deverá achatar depois de colocada na forma, formando um círculo de massa bem baixinho, sem a pontinha arrepiada dos suspiros. Faça o teste, coloque uma colheradinha na forma e observe se a massa se esparrama ou se permanece na mesma posição, com uma ponta. Se formar ponta é porque precisa mexer a massa um pouco mais.

Usando um saco de confeiteiro, ou uma colher de chá, forme círculos de massa em tabuleiros forrados com papel manteiga (você vai precisar de uns três ou quatro tabuleiros). Asse por 12 a 15 minutos a 160C. Quand assados retire do forno e deixe esfriar antes de retirar do papel.



Dicas:

Obs. O segredo do macaron bonitinho está no forno, no tempo de forno, na temperatura e nas condições do teu forno. Você vai precisar conhecer bem o seu forno para obter os melhores resultados pois a temperatua adequada e o exato tempo de forno pode arruinar o resultado final. Faça alguns testes antes.

Obs 2. Deixe os macarons esfriarem antes de retira-los do papel. Eu nunca tive problema para retirar os biscoitos do papel manteiga mas há quem tenha bastante problema nessa hora.

Obs 3. Eu costumava deixar as claras fora de geladeira, desidratando por uns dias antes de fazer este biscoito mas depois de ouvir diversos chefs confeiteiros garantirem que era totalmente desnecessário deixei de fazer isso e, de fato, não faz a menor diferença.

Obs 4. Na hora hora de peneirar a farinha de coco ralado uma parte sempre vai ficar presa na peneira. Os pedaços maiores de coco que não passarem pela peneira devem ser processados novamente e peneirados mais uma vez. Não adicione os pedaços de coco que não passaram pela peneira para não deixar os domos dos macarons muito embolotados. Mas não deixe sobrar mais do que uma colher de sopa para não fazer muita diferença na receita.

Rende cerca de 40-45 casadinhos, 80-90 biscoitinhos lindinhos






Pudim de Chocolate


É uma versão melhorada desta receita que eu publiquei aqui


1 litro de leite desnatado
6 gemas médias
4 colheres de sopa de amido de milho
4 colheres de sopa de cacau puro em pó sem açúcar (usei este Venchi)
2dl de açúcar (eu uso açúcar não refinado orgânico)
100 gramas de chocolate amargo com 75% de cacau Venchi (use o chocolate amargo ou meio-amargo que preferir, 40%, 50%, 56%, 60%, 65%, 70% de cacau está valendo)
1/4 de colher de chá de baunilha em pó ou raspas de uma fava
pitadíssima de sal
2 colheres de sopa de manteiga sem sal (se usar com sal deixe a pitada de sal de fora)

Como:

Numa panela de fundo grosso coloque o leite e a baunilha e leve ao fogo médio até ferver. Enquanto isso, numa tigela grande, peneire o açúcar, o amido de milho, o cacau e o sal. Adicione as gemas, uma a uma, mexendo para incorporar totalmente as gemas. Adicione então o leite fervido, aos poucos, mexendo vigorosamente com um fouet para incorporar o leite a mistura de cacau e amido e não talhar as gemas. Leve a panela de volta ao fogão, em fogo baixo e, mexendo o tempo todo com fouet, cozinhe até começar a ferver. Quando começar a borbulhar retire do fogo e adicione o chocolate em pedaços e a manteiga. Mexa bem até derreter totalmente o chocolate e a manteiga e incorporar ambos à mistura. Passe tudo por uma peneira, para retirar pelotas que possam ter ser formado, e divida a mistura em potes, taças ou copos. Deixe esfriar e leve para gelar. Sirva frio com uma colherada de creme de chantilly, ou iogurte natural, e umas polvilhadas de cacau em pó.

Rende 8 porções





12 comentários:

Jane Lea disse...

Claudia....que delícia esse macarons...nossa que lindos ficaram, o aroma na sua casa neste dia, deve ter sido " coisa de louco".... macarons de coco e pudim de chocolate... sorte sua, morar tão longe, do contrário as pessoas iam fazer fila na tua porta...rsrsrs..
Brincadeiras a parte...vc sempre com estas receitas maravilhosas e seus textos que mais parecem histórias que se contam em nossa infância....adoro...

Bj querida e tudo de bom pra vcs aí. Até breve!!!

Claudia disse...

Jane,

Esse é o lado ruim de morar longe, recebo poucas visitas. A verdade é que eu adoraria receber montes de pessoas para comer tudo o que eu faço... seria um até um alívio poder dividir.

Beijos,

Claudia

Gina disse...

Cláudia,
Macaron de coco ralado nunca fiz, mas posso imaginar o sabor!
Hoje vi fotos maravilhosas da Noruega, num blog de viagens, e lógico que lembrei de você.
Tudo bem com você?

Cláudia disse...

Ai Cláudia, pelo amor de Deus!!

Que beleza, nem sei se gostei mais dos macarons ou do bendito pudim, que tem um aspecto fabuloso!
Você comeu 30, eu acho que faria o mesmo, se não pior... rsrs
e ainda uma quantas colheradas de pudim pelo meio...

Agora se o sucesso deles depende do forno, só vou poder experimentar quando mudar de fogão, o meu forno é o maior traidor que já conheci. :)

bjs

Claudia disse...

Gina, querida, estou bem. Enlouquecida com a loja.. é tanta coisa, mas tanta coisa que dá preguiça de vez em quando. Para a loja ser um investimento "leve" nas nossas vidas estamos tentando resolver tudo sozinhos, sem contratar muitos serviços, nem empréstimos e aí, minha amiga, é que mora a trabalheira... mas o bom é que dá para fechar a loja umas duas semanas e sair de férias para algum lugar e descansar, sabe como? Se fosso num outro esquema não ia dar para ter tanta autonomia. Beijos!

Claudia, querida, o macaron de coco é de comer sem parar, principalmente sem recheio que aí enjoa menos... mas o segredo é forno mesmo... experimente, mesmo que fique quebradinho no domo vai ficar bom... mas em que assar a forno baixo e não deixar queimar de jeito nenhum. Beijos.

Claudia

Alcina disse...

Esses macarons também me agradaram, gosto muito de coco, tenho que voltar a tentar. O pudim vou fazer e é já um dia destes, mas vou-me aventurar na minha supermáquina que faz tudo sozinha, para esse tipo de pudim e creme é o máximo :-))bjs

Call disse...

Fui tentar fazer pela primeira vez os divinos, ia fazer igual a sua receita, mas como tinha algumas castanhas do pará, moí e utilizei no lugar no coco, na próxima quero fazer com o coco. Alguns quebraram no domo, outros ficaram muito finos nas beiradas e não consegui aquela base igual a sua. Espero acertar na próxima. Mesmo não ficando bonitos, ficaram deliciosos, quase comi tudo também antes de rechear, rs. Bjs! and Happy Valentine's!

Claudia disse...

Call,

O negócio é ir tentando, quanto mais você faz, mas estáveis eles ficam. O tempo de forno é uma parte fundamental e é por isso que uns quebram o domo e outros não... e se não formou pézinhos e ficou um pouco fino demais talvez você tenha batido um pouco demais... o negócio é experimentar para achar a consistência certa da massa.

Boa sorte,

Claudia

Nauri Junior disse...

Na receita do pudim vai quanto de açúcar, não entendi.

Nauri Junior disse...

Na receita do pudim vai quanto de açúcar, não entendi.

Nauri Junior disse...

Na receita do pudim vai quanto de açúcar, não entendi.

Jevana Ks disse...

Amedida do açucar
dl é a abreviação de um decilitro, ou seja: um litro dividido por 10, o que corresponde à 100 ml.
Para converter decilitros em mililitros, basta acrescentar um zero, e retirar a vírgula:
Exemplo: 1,5 dl = 150 ml / 2,0 dl = 200ml.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...