sábado, 2 de junho de 2012

Financiers de Castanha de Cajú com Morangos e o sorteio



Antes de dar a receita deste que é um dos meus bolinhos favoritos eu gostaria de lembrar que há um sorteio rolando na página do Facebook do Sabor Saudade...

Se você é fã do Sabor Saudade e decidir se tornar fã da página da minha loja no Facebook, você pode concorrer. Basta curtir a Doce Vika e você pode ganhar uma caixa com pérolas de chocolate amargo Valrhona em caixa de metal com reprodução de pintura do artista Jean Michel Basquiat.

Para concorrer, curta a Doce Vika e deixe um comentário na página do Sabor Saudade no facebook, na postagem que anuncia o sorteio. Basta escrever que tornou-se fã da Doce Vika e você estará concorrendo. O sorteio será no dia 15 de junho e vou enviar o prêmio para qualquer lugar do planeta, sabia?


Um dos meus bolinhos favoritos. E mais uma receita para aproveitar claras que sobraram de doces de gemas... Pode ser feito com qualquer tipo de noz e castanha. Eu já fiz com praticamente todos os tipos de castanhas e fica sempre delicioso. Também pode ser feito sem castanhas, usando farinha de coco ralado e/ou farinhas de sementes como girassol, abóbora, gergelim e linhaça.

O nome deste bolo é inspirado em barras de ouro e a forma mais tradicional costuma reproduzir as barrinhas de ouro, retângulos finos que produzem bolos bem finos e douradinhos nas beiradas. Mas o bolo fica lindo em forminhas de empada, muffin, tartelettes e quindim. Outro detalhe que combina muito bem com a massa densa do financier é a adição de uma frutinha no centro do bolo. Frutinhas congeladas são perfeitas. Use a fruta que estiver a mão no momento: fatias de maça, pêssegos, nectarinas, bananas, morangos inteiros, framboesas, jabuticaba, cerejas, açaí.. o que for possível.





Financiers de Castanha de Cajú com Morangos

publicado antes aqui

5 claras de ovos
2,5 dl (= 1 copo com capacidade para 250ml) de castanha de cajú sem sal
4 dl (um pouco menos que 2 copos de 250ml) de açúcar de confeiteiro
2,5 dl ( 1 copo de 250 ml) de farinha de trigo
150 gramas de manteiga
1 colher de chá de baunilha em pó ou raspas de meia fava de baunilha
Morangos ou outra fruta a gosto
pitada de sal

Como:

Numa panela de fundo grosso derreta a manteiga e deixe a manteiga cozinhando em fogo baixo até ficar bem dourada, cerca de 5 minutos, mas muito cuidado para não deixar a manteiga queimar. Fique ao lado, de olho na manteiga e quando estiver dourada retire do fogo, coe e deixe esfriar em temperatura ambiente.

Enquanto a manteiga esfria aqueça o forno e unte 24 a 30 forminhas de tarteletes ou forminhas de empada pequena com bastante manteiga e reserve. Coloque as castanhas, o açúcar e a farinha de trigo na bacia de um processador e processe por 1 minuto, até formar uma farinha fina, homogênea. Transfira para uma tigela grande. Não é necessário peneirar, além disso você não precisa se preocupar com eventuais pedaços de castanha pois neste caso, se houver, eles vão melhorar a textura do bolo.

Em outro pote bata as claras com a pitada de sal usando um fouet. Você não quer um suspiro, nem claras em neve, você quer bater até espumar e deixar as claras brancas e densas. Adicione então a mistura de claras a mistura de farinhas, aos poucos, e vá mexendo com a colher de pau, ou espátula, para incorporar. Adicione a baunilha e continue mexendo para incorporar. Por fim adicione a manteiga e mexa com todo cuidado, para não espirrar, até incorporar toda a manteiga à massa. Suavemente até que toda a manteiga seja absorvida pela mistura, demora mas vai.

Divida a massa nas forminhas preparadas, não encha demais as forminhas, apenas 1/2 a 3/4 da capacidade pois vai crescer. Coloque um morango pequeno no centro de cada bolinho. Asse as forminhas em forno pré-aquecido a 180C por 15 a 18 minutos ou até que enfiando um palito o mesmo saia seco. As bordinhas dos bolinhos deverão estar levemente douradas. Cuidado para não assar demais e deixar os bolinhos muito duros e secos!



Alguns comentários adicionais:

1. Na hora de dourar a mateiga você precisa ter atenção pois a manteiga vai espumar e vai ficar difícil ver a cor. Use uma colher para afastar a espuma para ter certeza que a manteiga está dourada e não marrom. Se deixar ficar marronzinha, marrom clarinho, tudo bem. Mas se escurecer vai ficar amarga. Muito cuidado. A manteiga vai evaporar água e se separar dos sólidos do leite. Os sólidos vão ficar no fundo da panela quando você peneirar. Não raspe a panela, descarte os sólidos.

2. Você pode usar as castanhas que preferir nos seus finaciers. Eu já fiz financier com quase todas elas: amêndoas, castanhas do pará, castanha de cajú, pistache, avelãs e nozes e todos ficaram excelentes. Talvez, o melhor seja este de castanha de cajú. Se possível use castanha de cajú ao natural, não torrada e sem sal.

3. Uma coisa que eu faço sempre é deixar as castanhas que uso de molho em água fria por pelo menos 4 horas. Depois eu escorro a água. Passei a fazer isso há coisa de dois anos. Algumas castanhas, aquelas de casca escura como amêndoas, avelãs, pecãs e castanha do pará podem ser bem indigestas se consumidas ao natural, cruas. O ideal é deixar as castanhas de molho em água, o que ajuda a remover os inibidores das enzimas que ficam nas cascas. Deixando de molho você libera as enzimas, fundamental para ajudar a digerir as castanhas. Ao deixar as castanhas de molho, elas começam a germinar, perdem a proteção e já não terão mais a mesma longevidade que tinham antes. É preciso secar bem as castanhas e/ou consumir rapidamente.

4. A castanha de cajú não tem casca marrom e não precisaria ficar de molho, mas é interessante deixar de molho pois isso ajuda a bastante na digestão das castanhas em geral. Ao deixar de molho por longas horas as castanhas começam a germinar e esse processo ajuda na liberação dos nutrientes. O molho também ajuda a remover eventuais resíduos de agrotóxicos, ou de químicos usados para preservar as castanhas. Amêndoas sem casca, por exemplo, recebem diversos tratamentos para resistirem a exposição a luz e ao ar em mercados. Isso acontece com todas as nozes e castanhas que são vendidas a granel já descascadas. Por isso eu recomendo você a deixar suas castanhas/nozes/amêndoas de molho em água fria antes de usar. Na hora de usar descarte a água do molho e lave as castanhas em água corrente novamente.

7 comentários:

Isadora disse...

adorei a receita e as dicas das nozes e farinhas!

estou participando do sorteio já!

só sai coisa boa deste forno ai!!!

http://deliciasdaisa.blogspot.com/

Claudia disse...

Isa,

Eu me esforço...
Boa sorte no sorteio!

Bj,

Cláudia

Ana Claudia disse...

Hum que receita deliciosa...
Adorei.

Beijos
Boa semana
Ana Claudia
www.anaclaudianacozinha.blogspot.com.br

Jane Lea disse...

Concordo com a Isadora,rsrsrs, só sai coisa boa deste forno msm...que delícia de ver e que vontade de degustar...rsrsrs

tb já estou participando do sorteio e divulgando.

Bj e sucesso Claudia !!!

Susana Gomes (Gasparzinha) disse...

Cláudia, devem ser boooons! :)
Adoro caju, fiquei mesmo com vontade de experimentar.
Bjs

Unknown disse...

Não sei se são suas receitas ou seus textos, mas suas fotos exalam sentimentos...

Maria Gabriela

Lia Sergia Marcondes disse...

Cheguei aqui graças à receita do leite condensado e me apaixonei pelo blog. Voltarei muito e devorarei várias postagens. Aqui em casa a alimentação é quase 100% orgânica. Domingo já vou tentar fazer uns brigadeiros.

Obrigada pela receita!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...